Ultimas

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Policial Militar é morto em assalto a ônibus dos Universitários no interior do RN


Um policial militar lotado na Companhia de Caraúbas identificado como Ildônio José da Silva, 43 anos foi brutalmente executado na noite desta quinta feira 16 agosto 2018, em uma estrada carroçavel as margens da RN 117 estrada entre Governador Dix Sept Rosado e Caraúbas. O Cabo Maycon e Cabo Aires que chegaram primeiro ao local, inclusive trabalhava junto com o Ildone, informou a nossa equipe que receberam informações que um ônibus de estudante que seguia para Mossoró levando alunos para faculdades inclusive o policial também estuda em Mossoró, foi cercado por pelo menos  cinco a seis elementos que abordaram o ônibus na altura da comunidade Livramento, onde existe uma Base da Petobras, eles entraram, renderam os estudantes e o policial. Em seguida, obrigaram o motorista sair da RN, entrou em uma estrada carroçavel e andaram cerca de 1KM, pararam, tiraram o policial de dentro do ônibus executando com um tiro de escopeta calibre 12 na cabeça, ao lado de uma cerca.  Vários celulares e objetos pessoais foram levados dos estudantes. A arma do policial também foi levada. Várias viaturas de Mossoró e toda região do Alto Oeste estão empenhadas no intuito de tentar achar os elementos. Alguns celulares rastreados poderão ajudar a polícia na localização ou identificação dos assaltantes. No local a comoção tomou conta dos policiais. O que chamou atenção no local foi que não existia ninguém dos direitos humanos para confortar a família do policial, sua esposa, seus dois filhos, assim como ninguém do senhor Governador. Lamentável os números de policiais mortos no nosso Estado. Enquanto isso quem de fato deveria tentar fazer algo para que toda essa sensação de insegurança parar, viram as costas para as situações. Haviam relatos que ele teria sido baleado dentro do ônibus. Ele segundo a polícia, percebendo que se tratava de um assalto, pediu que os alunos baixassem, porém alguns alunos gritaram para ele não reagir. Nesse momento ele tentou se desfazer da arma para não ser identificado, porém os elementos já dentro do ônibus percebeu ele, o rendeu. Já no local do arrastão ele foi levado para fora do ônibus e segundo perito Otávio Domingos, ali mesmo ao lado de uma cerca ele foi executado com tiro de escopeta calibre 12. No corpo da altura do ombro até as pernas não havia sinais de tiros, ou seja não confirmado que ele foi baleado dentro do ônibus. Havia um projétil de pistola que para o perito foi na face e antes do tiro de 12. Para a polícia a execução do policial pode ter sido um aviso de facção. "Como ele já estava rendido, levaram até a arma dele, eles poderiam fugir e poupar a vida dele. Mas ver um companheiro dessa forma, cabeça totalmente esfacelada eu acredito que ele morreu por ser policial". Disse um colega de farda no local que não quis se identificar.  Ildônio deixa mulher e dois filhos segundo amigos da família no local o mais novo de 6 anos ainda não sabia da morte do pai até fechamento da matéria.





Passandonahora 

Postar um comentário

,

,
 
Copyright © 2013 POLICIA 24 HORAS MOSSORO
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates